Programa visa melhorar a saúde do coração dos canoinhenses

Dados demonstram que a cada dois minutos uma pessoa morre em decorrência de problemas cardíacos no Brasil. Já no mundo as doenças do coração correspondem ao total de 30% das mortes, sendo mais preocupante que o câncer, que corresponde a 13% das causas de óbitos gerais. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a tendência é de que esse número aumente para 1,5 morte ocorrida por minuto, até 2050. Por esses números alarmantes a Prefeitura de Canoinhas, por meio da Secretaria de Saúde, implantou no ano passado o Programa Saúde do Coração, que trabalha na prevenção, no diagnóstico e no tratamento das doenças do coração.

Enfermeira Carla Flenik, coordenadora do programaO estilo de vida estressante das pessoas é uma das principais razões que levam aos dados preocupantes da OMS, já existem novos tratamentos promissores, mas não conseguem segurar, tampouco diminuir as estatísticas. Sendo assim, a prevenção é o principal fator que pode reverter os problemas, e é com esse pensamento que trabalham os profissionais do Programa Saúde do Coração.

Oferecendo atendimentos de médicos especialistas, consultas com nutricionista e enfermeiras, onde são verificados os Índices de Massa Corpórea (IMC), Pressão Arterial, Glicemia Capilar, Peso, Frequência Cardíaca e Circunferência Abdominal, o programa proporciona orientações preventivas e de educação em saúde de acordo com o diagnóstico de cada pessoa, e mantendo foco na prevenção aos problemas do coração. A metodologia do programa é facilitar o atendimento aos pacientes cardíacos, conhecer seu estado de saúde, hábitos alimentares, limitações físicas ou de qualquer natureza que interfira na qualidade de vida.

Conforme a enfermeira Carla Flenik Ribeiro da Silva coordenadora do programa é importante que as pessoas com problemas cardíacos reconheçam os fatores que podem, inclusive, agravar mais a sua condição. “É fundamental que o paciente reconheça os fatores agravantes da sua condição clínica, as mudanças de hábitos de vida que precisam ser realizadas, a importância do uso regular das medicações prescritas e os sinais de descompensação das cardiopatias que poderão alertá-lo para um retorno antecipado ao cardiologista”, afirma Carla.

Grande parte da população não sabe os fatores que podem colocar em risco a saúde do coração, as ações de orientações e prevenções também visão informar à população dos riscos que podem estar expostos. A secretaria de saúde de Canoinhas, Telma Bley, afirma que os atendimentos aos pacientes com problemas cardíacos no município, vão além do tratamento médico. “A finalidade deste programa é proporcionar assistência de qualidade aos pacientes cardíacos, conscientizando-os, informando-os e ajudando-os numa situação que requer extrema atenção, indo além do tratamento medicamento, mas sim preventivo e educacional”, disse.

Telma ainda lembrou que a OMS apresenta uma trágica pesquisa para o Brasil, trazendo que até 2040 o número de mortos por doenças cardiovasculares no país cresça em torno de 250%, ou seja poderá dobrar a cada década. “Temos dados alarmantes para o Brasil e para o mundo, quando falamos de doenças cardíacas. Aqui em Canoinhas queremos ser e fazer diferente, queremos cuidar de verdade das pessoas”, finalizou.