Hiperdia: um espaço para Hipertensos e Diabéticos em Canoinhas

Uma doença crônica, silenciosa, e que o seu cuidado se torna um grande desafio, assim é o Diabetes, que mata uma pessoa a cada 10 segundos em todo o mundo, conforme dados da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Outro índice alarmante é que se nenhuma atitude de prevenção for tomada, estima que o total de pessoas com diabetes em 2025 alcançará os 380 milhões. A prefeitura de Canoinhas, por meio da secretaria de Saúde, implementou no município o Hiperdia, que é um sistema de cadastramento e acompanhamento de hipertensos e diabéticos.

O diabetes e a hipertensão são doenças crônicas, multifatoriais e evolutivas. Se em sua progressão, seja de forma silenciosa ou não, o paciente permanecer sem controle e acompanhamento, poderá acarretar em complicações com sequelas irreversíveis. Atualmente no Brasil, conforme a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), a hipertensão atinge em média de 30% da população, chegando a mais de 50% na terceira idade, sendo a responsável por 40% dos infartos, 80% dos Acidentes Vascular Cerebral (AVC) e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. Já no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 7 milhões de pessoas morrem a cada ano e 1,5 bilhão, adoecem por causa da pressão alta.

O programa Hiperdia visa justamente gerar essas informações aos pacientes, monitorando e controlando as duas doenças com medicamentos, alimentação e outras formas e combater e/ou diminuir os problemas ocasionados. O cuidado específico ao Hipertenso e ao Diabético em Canoinhas, iniciou em 1993, propiciando informações e monitoramento pressórico e glicêmico; orientação ao uso de medicamentos, a dispensação e distribuição de medicamentos de forma regular e sistemática a todos os usuários cadastrados; educação continuada no cuidado e prevenção das complicações do Diabetes e na Hipertensão.

A secretária de Saúde de Canoinhas, Telma Bley, lembrou que o Hiperdia é muito bem desenvolvimento no município, e que por meio do programa muitas pessoas diariamente são tratadas de Diabetes ou Hipertensão. “Temos como lema de governo cuidar das pessoas, e os programas desenvolvidos pela secretaria de Saúde seguem ao pé da letra nosso lema, pois nosso objetivo, diante da saúde pública, é a prevenção de doenças, a recuperação e a promoção da saúde”, disse Telma.   

Atualmente no programa há uma equipe multiprofissional composta por enfermeiras, técnica de enfermagem, clínico geral, nutricionista e psicóloga. Em março de 2011 houve uma expansão relacionada a atenção farmacêutica e a distribuição gratuita dos mais de 15 medicamentos para hipertensão e diabetes (anti-hipertensivos, insulinas, hipoglicemiante, estatina, entre outros). O atendimento do programa Hiperdia é na Policlínica Municipal, localizada na Avenida dos Expedicionários, nº 1100, no Campo d’Água Verde, junto a Policlínica Municipal, de segunda-feira  à sexta-feira, das 7h às 18h.