Porteira Adentro viabiliza melhorias em propriedades rurais

 

Produtores rurais das localidades de Valinhos, Felipe Schmidt, Lageado, Paciência dos Neves, Campo das Moças, Erval Bonito e Estação Paciência têm até 16 de outubro para inscreverem suas propriedades no programa “Porteira Adentro”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (SMDR).

Para a inscrição, o produtor deve estar com o bloco de notas ativo e possuir até 80 hectares de terra. O valor por hora de serviço das máquinas é de R$ 43,50 para utilização de retro escavadeira; R$ 99,50 para utilização de escavadeira hidráulica e R$ 89,50 para serviço de trator de esteira.

Em setembro de 2005 foi sancionada a  lei 3.872 que autorizou o poder executivo a implantar o programa Porteira Adentro. Desde então as pequenas propriedades rurais de Canoinhas passaram a receber obras de infraestrutura como terraplanagem; abertura, conservação e revestimentos de estradas de acesso dentro das propriedades; valetamento entre outras ações previstas na lei.

O secretário de Desenvolvimento Rural, Joercio Mielke, conta que somente em 2014 já foram prestadas mais de 330 horas de trabalho do trator de esteira; 286 horas de atividades de retro escavadeira, além das 1.066 horas trabalhadas com a escavadeira hidráulica, proporcionando muitas melhorias em propriedades no interior do município. “Nos anos anteriores, a média de horas de serviço de escavadeira hidráulica era de 650 horas. Em 2014 essa marca já foi ultrapassada, mostrando o quanto o programa está crescendo. A implantação do Porteira Adentro foi uma ideia que deu certo, uma maneira de auxiliar os produtores dentro dos princípios da legalidade”, avalia Mielke.

Ao se inscrever no Porteira Adentro, o produtor paga uma taxa referente a 50% do custo operacional, o restante é custeado pela prefeitura. Os valores pagos pelos beneficiários do programa são revertidos para o Fundo Municipal de Agricultura. Com os recursos deste fundo, a secretaria faz o pagamento de manutenção de máquinas da prefeitura que atuam no programa.

“O Porteira Adentro foi um grande avanço nas ações do município, promovendo a possibilidade da execução de serviços nas propriedades, dentro de condições estabelecidas em lei. Com programa, estimulamos o crescimento da atividade agropecuária e incentivamos a permanência das famílias no campo. Este é um projeto que veio para ficar”, avalia o prefeito Beto Faria, contando ainda que as ações do Porteira Adentro são monitoradas pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário e informadas trimestralmente à Câmara de Vereadores. De acordo com o prefeito, com este programa Canoinhas tem sido referência para prefeituras de Santa Catarina e de demais estados, que desejam implantar algo similar em seus municípios.

O produtor rural Marcio Kodzinski, de 34 anos, fez a inscrição no Porteira Adentro e recebeu recentemente os serviços da escavadeira hidráulica e trator de esteira do programa. Presidente da associação de moradores de Pinheiros, Kodzinski, conta que sempre busca informações para levar à comunidade a fim de melhorar as condições do distrito onde reside. Foi assim que aconteceu quando tomou conhecimento das ações do Porteira Adentro. O produtor, que  ficou sabendo do programa por meio do rádio e de informativos que a equipe da  secretaria de Desenvolvimento Rural distribuiu na igreja da comunidade, procurou o secretário Joercio Mielke para tirar dúvidas e depois fazer a inscrição. Hoje, pouco tempo depois das melhorias em sua propriedade, Kodzinski faz uma avaliação do atendimento. “O maquinário novo fez a diferença, a gente vê que com máquinas boas o trabalho fica melhor”, relata.

Quem chega na propriedade de Silvério Szosteak, localizada no distrito de Pinheiros, já percebe que por ali passaram as máquinas do Porteira Adentro. Novos açudes foram abertos para que em pouco tempo, além da produção de mel, tabaco e da criação de ovelhas, a família de Szosteak possa se dedicar ainda à piscicultura. Além dos serviços contratados por meio do programa Porteira Adentro, o produtor rural também recebe visitas e assistência dos técnicos da secretaria. “O atendimento foi excelente. Também tivemos uma boa assistência, mas ainda vamos precisar mais”, comenta. Com os novos açudes o produtor estima produzir inicialmente 15 mil Tilápias, atingindo a marca de 7 toneladas de peixes, que devem ser vendidos para um pesque e pague.

 

Há cinco anos, Omar Aquiles Nidzielski iniciou a produção de maçãs em em Serra das Mortes. O agricultor, que antes cultivava somente tabaco optou pela diversificação da propriedade como uma maneira de obter maior renda. Hoje, a família de Nidzieski dedica-se a produção de maçãs, tabaco e também peixes. Além do Porteira Adentro, Nidzielski também recebeu treinamento oferecido pela secretaria de Desenvolvimento Rural na área de Piscicultura e também de curso sobre produção de leite realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em conjunto com a prefeitura.

Por meio do Porteira Adentro foram abertos açudes na propriedade de Nidzielski e para comprar os peixes, o produtor realizou inscrição na secretaria de Desenvolvimento Rural, para aquisição de alevinos com custo mais baixo. Em 2014 foram colocadas 4 mil Tilápias no açude da propriedade de Nidzielski, número que deve crescer até o final deste ano. Já na área de fruticultura, o produtor também recebe visitas técnicas da equipe da prefeitura e da Epagri. As orientações ajudam no desenvolvimento das atividades e geram bons resultados. “Em 2013 colhemos 50 mil quilos de maçãs em um hectare”, conta o empresário do meio rural que também avalia o Porteira Adentro: “Não tenho do que me queixar, foi um trabalho bem feito e se fosse para dar nota, eu daria nota 10”, relata Nidzielski.