Prefeito Beto Faria participa da abertura do 1º Encontro Regional de Piscicultura do Planalto Norte Catarinense

Alimento muito nutritivo, rico em proteínas, fósforo e cálcio, o peixe está cada vez mais presente nas refeições da população. Segundo relatório do Ministério da Pesca e Aquicultura, o consumo anual de pescados cresceu 39,7% no Brasil. Pensando no aumento do consumo e nos benefícios do peixe à saúde da população, os municípios do Planalto Norte Catarinense têm desenvolvido diversas ações para incentivar a produção na região. Entre estas ações está o 1º Encontro Regional de Piscicultura do Planalto Norte Catarinense, realizado nesta terça-feira,25, na Associação dos Servidores Municipais de Canoinhas (Asemca).

O evento teve como objetivo instruir os produtores por meio de palestras e amostras, contando com a presença do presidente da Associação Catarinense de Aquicultura (Acaq), Antônio Mello, que apresentou o Panorama e Perspectivas da Piscicultura em Santa Catarina. O engenheiro em Aquicultura, Alexander Hilata, falou aos produtores sobre nutrição animal. A programação do 1º Encontro Regional de Piscicultura contou ainda com palestra do engenheiro químico Leo de Oliveira, que falou sobre qualidade da água para piscicultura.  Ao final do evento foi montado um grupo de trabalho para cadeia produtiva do peixe.

“A piscicultura é uma alternativa de renda e diversificação das propriedades rurais. É uma área que deve ser tratada como prioridade, porque traz inúmeros benefícios para quem produz e também para quem consome os peixes”, comentou o prefeito Beto Faria na abertura do evento. Para o secretário de Desenvolvimento Rural, Joercio Mielke, o encontro com produtores foi muito importante, pois propiciou a troca de conhecimentos entre os diversos profissionais da área de pescados. “Pudemos perceber que a piscicultura vem com força, tendo espaço para muitas pessoas iniciarem ou aumentarem a produção de peixes. Não vamos medir esforços para que as coisas aconteçam”, disse o secretário.

O técnico da secretaria de Desenvolvimento Rural e responsável pelo programa municipal de incentivo à piscicultura, Jeferson Gonçalves, conta que o programa foi instituído em 2014 por meio de projeto de lei e, desde então, muitas ações foram feitas.  “Temos hoje em Canoinhas um grupo informal com 15 produtores que fazem compras coletivas de alevinos, insumos e equipamentos. Os produtores recebem incentivos, da Prefeitura em conjunto com a Epagri, através de treinamentos, assistência técnica, transporte para visitas técnicas e cursos, além da abertura e reforma de tanques por meio do programa Porteira Adentro”, destaca Gonçalves. Uma das ações que integram o programa de incentivo à piscicultura é a “Feira do Peixe Vivo”, realizada em Canoinhas durante o período de quaresma e que consiste na comercialização de Tilápias, Bagres, Carpa Capim, Carpa Cabeçuda, Carpa Húngara e Catfish, criados em viveiros no município e vendidos com autorização dos órgãos competentes.

Também participaram do evento o Gerente Regional da Epagri de Canoinhas, Donato Noernberg, o assessor do deputado estadual Antônio Aguiar, Paulo Rocha Faria Junior, que representou o parlamentar no encontro com piscicultores o secretário executivo da Amplanorte, Hélio Daniel Costa, piscicultores e técnicos da secretaria municipal de Desenvolvimento Rural e Epagri.