Comunidade prestigia 10º Café Solidário

Mais uma vez a comunidade canoinhense esteve reunida com o propósito de ajudar uma entidade social do município. Em sua décima edição, o Café Solidário, evento que já é tradição em Canoinhas, contou com grande público que adquiriu cartões e, com isso, auxiliou no desenvolvimento das atividades da Associação Canoinhense de Deficientes.

Realizado no sábado, 28, a 10ª edição do Café Solidário lotou o pavilhão da Igreja Matriz Cristo Rei e contou com a ajuda demais de 70 voluntários na realização do evento. Entidades contempladas com o café dos anos anteriores vieram somar no time de voluntários do café deste ano. Enquanto o evento acontecia e a comunidade provava o delicioso café, vários brindes arrecadados e rifa foram sorteados entre os participantes.

“Esse ano a instituição beneficiada foi a ACD. São pessoas que precisam muito da nossa ajuda e que nos dão uma grande lição de vida, apesar de suas dificuldades e seus limites nos dão uma grande lição de vida”, disse a primeira-dama, Larissa Faria, que destacou o empenho de toda equipe de voluntários do evento. “É muito gratificante poder estar à frente de toda uma equipe para fazer um evento deste tamanho. Fizemos um café para 1.350 pessoas, foi um evento grandioso e que dependeu de uma grande equipe trabalhando. Tivemos somente alegrias. Poder contar com toda equipe foi fundamental e mais uma vez eu digo que sozinho a gente não consegue fazer nada, então eu só tenho a agradecer a todos que estiveram ao meu lado e ao lado de toda a comunidade”, agradeceu a primeira-dama.

O Café tem como objetivo arrecadar recursos para entidades filantrópicas que desenvolvem atividades em Canoinhas. Neste ano, a escolha da entidade beneficiada foi realizada em conjunto com assistentes sociais que compõem o corpo técnico da secretaria de assistência social do município, além da primeira-dama, Larissa Faria e da secretária de assistência Social, Ângela Soares, responsáveis pela organização do evento. “Estamos bastante felizes a ACD entidade que realmente precisa do apoio e da colaboração da comunidade canoinhense e nada mais justo que neste ano escolher esta entidade para ser beneficiada no Café Solidário”, comentou a secretária.

Há 15 anos a ACD atende pessoas com deficiência física e sensorial de Canoinhas e região, realizando mais de 600 atendimentos ao mês, entre transporte, assistência social, fisioterapia, consultas e assistência social. A entidade, que não tem fins lucrativos, é mantida com recursos oriundos de subvenção repassada pelo governo municipal, além das doações feitas por algumas empresas e promoções realizadas pela entidade, como a venda de pastéis.